CONCURSO DE INTERPRETAÇÃO DO ESTORIL

Prémio El Corte Inglés




O Concurso de Interpretação do Estoril foi criado em 1990 pela Associação Internacional de Música da Costa do Estoril com financiamento da Câmara Municipal de Cascais, no âmbito da Academia Internacional de Música do Estoril,

Dedicado a jovens intérpretes portugueses, ou estrangeiros residentes em Portugal, tem como especialidade o repertório destinado a obras para solista e orquestra, podendo concorrer todos os instrumentistas, assim como cantores.


A qualidade revelada pelo concorrente na interpretação da obra, é o principal critério de avaliação do júri, independentemente das características específicas do seu instrumento.

A primeira edição teve lugar em 1990 na Casa Museu Verdades de Faria, no Estoril, tendo a colaboração da Nova Filarmonía Portuguesa. As três seguintes edições realizadas em 1995, 1996 e 1997 com a colaboração da Orquestra Metropolitana de Lisboa, passaram a ter a denominação Concurso de Interpretação do Estoril / Prémio Barão Reinout Sloet tot Everlo, sendo patrocinadas pela Câmara Municipal de Cascais (1995 e 1996) e pelo Barão Reinout Sloet tot Everlo (1995, 1996 e 1997). A partir de 2001 retoma a denominação original, passando a ter a colaboração da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras.

A partir de 2003, em virtude do bom nível alcançado pelo concurso, a prova final é incluída na programação do
Festival do Estoril.

Em 2006, o El Corte Inglés associa-se a esta iniciativa, pelo que passa a denominar-se
Concurso de Interpretação do Estoril / Prémio El Corte Inglés.

Entre os diversos premiados destaca-se a carreira artística de Ana Ferraz, soprano, Bárbara Dória, piano, Luis Rodrigues, barítono, Luis Marques, oboé Luis Carvalho, clarinete, Elsa Cortez, soprano, Teresa Valente Pereira, violoncelo, Armando Possante, barítono, Gonçalo Pescada, acordeon, Lara Martins, soprano, Rui Lopes, fagote, Adriana Ferreira, flauta, Iva Barbosa, clarinete, Otto Pereira, violino, Cristiana Oliveira, canto, iniciada após a participação no Concurso. Ao trombonista Gabriel Antão e ao pianista Pedro Costa foi atribuído o 1º Prémio ex-aequo em 2013.


A partir de 2001 o
Concurso de Interpretação do Estoril integra as Semanas de Música do Estoril.